The Family Space Forum

Ainda não está registado ou não está ligado! Registe-se ou faça o log in!


    [Infertilidade] Saiba como e onde realizar o sonho.

    Compartilhe
    avatar
    Admin A
    Admin
    Admin

    Feminino
    Número de Mensagens : 116
    Idade : 33
    Localização : Porto
    Número de Filhos : 1
    Avisos :
    0 / 1000 / 100

    Caixinha das Mamãs : 643
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 13/05/2008

    aviso [Infertilidade] Saiba como e onde realizar o sonho.

    Mensagem por Admin A em Sex Out 10 2008, 17:09

    Saiba como e onde realizar o sonho.

    A infertilidade é, nos nossos dias, um problema que atinge mais de 18% dos casais com idades compreendidas entre os 20 e os 44 anos de idade e muitas são as causas que podem levar ao desespero estes casais que esperam ansiosamente um filho.
    Felizmente, a verdadeira infertilidade, ou seja, a impossibilidade total de conceber um filho, atinge valores percentuais muito baixos. Entre as causas mais frequentes da infertilidade verificamos que na grande maioria dos casais, a mulher tem hoje uma vida profissional activa e luta por um lugar de destaque na sociedade. O seu casamento foi em geral cerca dos 25 anos de idade (após o curso) e nos primeiros anos, o casal dedicou-se a estabilizar a sua vida familiar e profissional.
    A compra da casa, o mobiliário, a compra do primeiro automóvel e mais importante do que todo o resto - com um contrato a prazo, não se pode pensar em ter filhos…
    Tudo isto, leva a que só mais tarde se pense no primeiro bebé. Após três ou quatro anos de casamento, pensam os pais ser a altura ideal para conceber o seu tão ansiado bebé.No entanto, começa a sua frustração, quando após cinco os seis meses de tentativas, a gravidez, tão desejada, não surge. As probabilidades de uma gravidez, num casal fértil, são de 90% ao fim de um ano, se esse casal mantiver um relacionamento sexual activo periódico sem utilizar qualquer anticonceptivo. Quando não acontece uma gravidez ao fim deste período, é possível pensar-se num qualquer problema de infertilidade e convém que consultem um especialista.

    A visita ao ginecologista
    Se o casal não frequentou, como deveria ter feito, a consulta de planeamento familiar, é nesta altura que o médico iniciará todo o processo. A esta consulta deverão ir os dois e o clínico iniciará com a história clínica do casal (anomalias genéticas, doenças, tipo de vida, práticas sexuais, características do ciclo menstrual, características dos progenitores…). Não deverá o casal esquecer-se de mencionar qualquer facto, mesmo que não pareça relevante, pois, ele poderá dar uma pista sobre as causas da possível infertilidade.
    Além das provas habituais o clínico poderá requisitar de imediato:
    * Análises sanguíneas - para traçar o perfil imunológico do casal.
    * Um Espermograma - este estudo poderá evitar outras provas de maior dificuldade para a mulher, caso o problema esteja relacionado com os espermatozoides.
    - Escassa quantidade
    - Fraca mobilidade
    - Fraca qualidade

    Deverá ser efectuado após 38 horas de abstinência e poderá ser repetido, visto os valores poderem ser alterados em virtude de uma simples gripe. O médico indicará também à mulher que faça um gráfico da sua temperatura basal durante alguns ciclos, a fim de avaliar a sua ovulação. Após o resultado destes primeiros exames o ginecologista poderá mandar realizar um estudo Pós-coito. Este exame, realizado a partir de uma amostra de fluxo vaginal (após ter o casal mantido relações sexuais num dos dias férteis), serve para avaliar a compatibilidade entre o muco cervical, o sémen e a qualidade dos espermatozoides. Também, para obter informações sobre a permeabilidade das trompas ou anomalias no útero, o clínico mandará realizar uma histerosalpingografia. E assim começa um longo percurso.

    Com o passar do milénio… a esperança
    Há cerca de 33 anos (25 de Julho 1978) nasceu Louise Brown, a primeira bebé-proveta. Leslie Brown, a mãe da bebé, que devido a um defeito nas trompas de Falópio, tentara desesperadamente ter filhos durante 9 anos, submeteu-se a uma técnica desenvolvida pelos médicos britânicos Patrick Steptoe e Robert Edwards, do Hospital de Oldham, no Reino Unido. A técnica - fertilização in vitro - como foi baptizada na altura, consistiu em retirar os óvulos da mãe, colocá-los num tubo de ensaio e fazê-los fertilizar por contacto com o esperma do pai de Louise. Quando os óvulos começaram a dividir-se, dando origem a novas células, um desses óvulos foi implantado no útero de Leslie, onde se desenvolveu. Louise, a primeira bebé-proveta do mundo, nasceu prematura com 2,600 quilos de peso, através de uma cesariana.
    Hoje, muito longe vão esses tempos e muitos são os bebés que através das mais variadas técnicas, nascem em todo o mundo, através de reprodução medicamente assistida.

    Muitos caminhos para vencer a infertilidade
    Com a evolução da ciência, muito embora ainda haja um longo caminho a percorrer, são poucos os casais que se vêem privados do desejo e ambição de serem pais. Alterações genéticas graves num casal ou a falta do útero, podem ser as poucas causas que impeçam essa ambição.

    Entre as técnicas mais habituais podemos destacar:
    - Tratamento Hormonal - Para o homem ou para a mulher, activa a produção e melhora a qualidade dos óvulos ou dos espermatozoides.
    O seu êxito depende da técnica de reprodução assistida que se utilize a seguir (Inseminação intra-uterina ou FIV- Fecundação in vitro).
    - Inseminação intra-uterina - é a técnica menos invasiva e é geralmente confundida com a Fecundação in vitro.
    - Fecundação in vitro - recorre-se a esta técnica quando existe uma obstrução de trompas ou condutos, um problema ovárico ou ainda se o esperma é de baixa qualidade.
    - Microcirurgia - uma intervenção que consiste em eliminar mediante um cateter a obstrução da trompa (na mulher) ou o conduto do sémen (no homem). Esta intervenção é realizada com anestesia geral.
    - Injecção intracitoplasmática - é a técnica mais actual e utiliza-se quando o sémen não é rico em espermatozoides, ou ainda, quando estes são de baixa qualidade. É uma técnica muito semelhante à da Fecundação in vitro.
    Enquanto que com a Fecundação in vitro, se juntam os óvulos aos espermatozoides numa proveta, com esta técnica, introduz-se directamente no interior do óvulo um só espermatozoide. Esta técnica é realizada com uma micro agulha e um microscópio de alta precisão.
    Infertilidade
    Linha Verde: 800 200 191 Uma iniciativa da Sociedade Portuguesa de Medicina Reprodutiva (SPMR) que está preocupada com um problema que afecta milhares de pessoas.
    Eis alguns dos Centros de Reprodução Medicamente Assistida que poderá contactar, caso esteja interessada numa consulta.

    Zona Norte
    Hospital de Vila Nova de Gaia
    Telef. 22 377 81 00
    Hospital de Guimarães
    Telef. 25 351 50 40


    _________________
    Frase: Respeitar para ser respeitado!
    Admin

      Data/hora atual: Seg Dez 18 2017, 12:05