The Family Space Forum

Ainda não está registado ou não está ligado! Registe-se ou faça o log in!


    Não me deixes, mamã!

    Compartilhe
    avatar
    Admin A
    Admin
    Admin

    Feminino
    Número de Mensagens : 116
    Idade : 33
    Localização : Porto
    Número de Filhos : 1
    Avisos :
    0 / 1000 / 100

    Caixinha das Mamãs : 643
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 13/05/2008

    Não me deixes, mamã!

    Mensagem por Admin A em Sex Maio 30 2008, 05:16

    A partir dos seis meses as crianças desenvolvem a chamada “angústia da separação”.

    Quando a mãe tem de regressar aos seu deveres laborais e tem de deixar a criança a cargo de terceiros, é com mágoa que se separa do seu bebé. A verdade é que o seu filho, embora não saiba falar, na hora da despedida a olha com os seus olhinhos tristes e com um olhar especial lhe transmite a mensagem “não me deixes mamã!”.

    Preparar a separação

    A mãe deve preparar a separação com tempo suficiente para que entregue o seu bebé, seja a uma ama ou a um infantário, depois de ter informações suficientes e credíveis sobre a pessoa ou pessoas que vão cuidar do bebé na sua ausência. O mais importante é que os pais fiquem tranquilos desde o primeiro dia e não se arrependam passadas umas semanas.

    O bebé durante os primeiros meses, após a separação da mamã, não deve ser sujeito a alterações afectivas. O bebé desenvolverá afeições com as pessoas que o cuidam e não está preparado para que os seus afectos sejam continuamente feridos.

    Sentimentos

    Ao despedir-se do bebé e ao deixá-lo nos braços de outrem, qualquer mamã sente o coração angustiado, todavia, se souber que ele vai ficar em boas mãos, deve descansar e, muito especialmente, tentar não transmitir a sua angústia à criança. Se o bebé fica em casa com a ama, sair sem se despedir para que o bebé não a veja não é a melhor solução.

    Mais cedo ou mais tarde, o bebé vai aperceber-se que saiu de casa e vai sentir-se enganado. Ao sair deve despedir-se do bebé, sem tornar a despedida demasiado longa. Deve dizer-lhe que virá em breve, pois mesmo que o bebé seja pequeno vai entender a mensagem.

    Na hora do regresso

    Depois de um dia de ausência, os pais devem dedicar ao bebé mais tempo de qualidade de que o habitual. A criança tem de sentir que não foi abandonada e brincar com os pais é uma forma de se sentir amado e feliz.

    O banho na hora do regresso é uma tarefa que não deve deixar de ser realizada pala mãe ou pelo pai, assim como o jantar. Os pais, após a primeira grande separação, deverão dar todas as oportunidades à criança de manter o vínculo familiar.

    Sair à noite

    Todos os casais têm necessidade de partilhar uns momentos de intimidade sem as crianças. Como alternativa para a comemoração do aniversário de casamento ou de um jantar com os amigos, os pais podem sempre deixar o bebé com a ama ou com os avós.

    No entanto, enquanto o bebé é pequeno, convém adaptarem as horas da saída aos horários e às rotinas do bebé. Os pais devem sair depois de deitarem o bebé e nunca devem sair por períodos superiores a três ou quatro horas. Se o bebé acordar vai sentir a sua falta.

    Cucú... tá...tá...
    Uma das formas de ensinar à criança que quando a mamã sai da sua presença, não quer dizer que não voltará em breve, é fazer com a criança algumas brincadeiras. Esconder um brinquedo atrás de um lençol e fazê-lo reaparecer de novo, esconder a cara e aparecer novamente são alguns exercícios de esconde-esconde que permitirão ao bebé não ter medo que a mãe desapareça definitivamente.

      Data/hora atual: Seg Set 25 2017, 21:46